Borda superior compartilhada

 

 

         Menu
    DENATRAN
    LEGISLAÇÃO
    SERVIÇOS ONLINE
    EDUCAÇÃO
    ESTATÍSTICA
    OUTROS
Últimas Notícias

Publicado em 13 de fevereiro de 2012

 

Download Áudio

Programa de rádio “Café com a Presidenta”, com a Presidenta da República, Dilma Rousseff

20/02/2012 às 08h45

Max Gonçalves: Olá, eu sou Max Gonçalves e estou aqui para mais um Café com a Presidenta Dilma. Bom dia, presidenta!

Presidenta: Bom dia, Max! E bom dia para os nossos ouvintes que nos acompanham hoje!

Max Gonçalves: Presidenta, muita gente aproveitou o feriado para viajar atrás da folia de carnaval ou para fugir das multidões e descansar, não é mesmo?

Presidenta: É sim, Max. Eu, por exemplo, estou aproveitando o feriado para descansar um pouco. Estou acompanhando a folia do carnaval pela televisão. Gosto muito de ver a alegria e a descontração dessa que é a nossa maior festa popular brasileira. É uma alegria, de fato, contagiante, Max. Temos o maior carnaval do mundo, Max, que atrai turistas de todos os lugares, os brasileiros de várias partes do país também viajam centenas de quilômetros para aproveitar o carnaval nos desfiles das Escolas de Samba, no Rio e em São Paulo, atrás dos trios elétricos na Bahia, curtindo o frevo de Recife e Olinda ou o carnaval de rua em Minas Gerais e em todos os outros estados da Federação. Acho que não existe um só lugar no Brasil que não tenha e que não aproveite o seu carnaval. Como esse é um dos maiores feriados do nosso calendário, tem também muita gente, que apesar de não curtir o carnaval, aproveitou os dias de folga no trabalho para viajar, para descansar ou até visitar um parente. Por isso, Max, no meio de tanta festa e tanta diversão, tem uma coisa que me preocupa muito nessa época, são os acidentes de trânsito nas estradas e nas cidades. O que a gente percebe, Max, é que, na maioria das vezes, os acidentes poderiam ter sido evitados com um pouco mais de cuidado e responsabilidade dos motoristas.

Max Gonçalves: O álcool ao volante ainda é um grande problema, não é, presidenta?

Presidenta: É, sim, Max, é sim. No ano passado, mais de 27 mil motoristas foram multados somente nas estradas federais porque estavam dirigindo alcoolizados. Tem gente que ainda acha que pode beber e dirigir, e que nada de ruim vai acontecer, mas não é assim, a gente sabe. É preciso mudar esse comportamento – álcool e volante não combinam mesmo. Quem bebe fica com os reflexos muito mais lentos para reagir a uma situação de perigo; perde a noção da distância, Max, e, em uma curva perigosa, tudo pode acontecer. Se beber é melhor pegar uma carona com o amigo, ir de táxi, de ônibus ou até adiar um pouco a viagem. O Departamento Nacional de Trânsito, o Denatran, está fazendo, Max, uma campanha muito importante para conscientizar os motoristas durante o carnaval. Essa campanha diz o seguinte, Max: “O folião tem que ter samba no pé e juízo na cabeça”, esse é o recado.

Max Gonçalves: Como está a fiscalização nas estradas, presidenta?

Presidenta: Olha, Max, desde o dia 15 de dezembro até o próximo domingo, que é 26 de fevereiro, o governo está fazendo uma operação integrada nas rodovias federais, estaduais e municipais, é a Operação RodoVida. A Polícia Rodoviária Federal, as polícias rodoviárias estaduais, os órgãos de segurança pública dos estados e os Detrans estão trabalhando de forma articulada, desde o planejamento até a fiscalização. O resultado, Max, tem sido uma forte redução nos acidentes violentos no país.

Max Gonçalves: E, para o carnaval, essa operação foi reforçada?

Presidenta: Foi sim, Max, muito reforçada. Agora no carnaval, a Polícia Rodoviária Federal está com 9.200 policiais nas estradas para evitar, principalmente, o excesso de velocidade, a embriaguez e as ultrapassagens em local proibido. Além disso, os policiais contam com 1.800 bafômetros para evitar que as pessoas que consumiram bebidas alcoólicas continuem dirigindo e coloquem em risco a sua própria vida e a vida dos outros.

Max Gonçalves: Presidenta, nessa época é preciso ter mais cuidado também porque as estradas estão mais cheias.

Presidenta: Estão bem mais cheias. E isso porque as pessoas têm, hoje, mais renda para viajar e porque nossa frota de veículos cresceu muito nos últimos anos com o crescimento da renda das pessoas. Nós já temos hoje mais de 70,5 milhões de veículos registrados no país. Desse total, 18 milhões são motocicletas. Isso acaba gerando uma outra preocupação muito grande, que é o número expressivo de motociclistas envolvidos em acidentes fatais, principalmente pela falta de capacete. Os motociclistas já representam 1/4 das mortes no trânsito, e isso é terrível, porque a grande maioria dessas pessoas, dessas vítimas são jovens. Por isso, mais uma vez, é importante que a gente alerte: se beber, não dirija. E se dirigir, não beba.

Max Gonçalves: Presidenta, com certeza a nossa conversa de hoje vai fazer muito motorista refletir sobre a volta do feriado. Infelizmente o nosso tempo acabou. Bom descanso para a senhora!

Presidenta: Olha, Max, muito obrigada. Espero que os nossos ouvintes aproveitem bem esse carnaval, e o façam com todo o cuidado para preservar as suas vidas.

 

 

 

 

Assessoria de Imprensa 

Ministério das Cidades
(61) 2108-1602

 

 

Setor de Autarquias Sul, Quadra 1, Bloco H, 5º andar CEP 70070-010 Brasília-DF - denatran@cidades.gov.br